Skip to Content

A Latoaria em Cabeceiras de Basto

graficas, artes gráficas, livros. impressão offset

“Latoeiros, caldeireiros e picheleiros foram profissionais conhecidos e estimados em Portugal no séc. XVI. Nas suas lojas trabalhavam a folha metálica, subordinados às normas prescritas nos respectivos regimentos do ofício.”

“João Leite Pacheco, o latoeiro do Arco de Baúlhe, antevê-se como o derradeiro executante desta arte no município de Cabeceiras de Basto. Natural da vila, iniciou a aprendizagem com o seu pai, que seguira já as pisadas do avô.”

“Perante mais esta urgência de registo de uma actividade económica e um saber fazer vernacular em perigo de desaparição, o Museu das Terras de Basto decidiu que a exposição temporária patente nas instalações do Arco de Baúlhe, durante o biénio 2013-2014, seria dedicada ao ofício de latoeiro/funileiro, sob o título A arte da latoaria em Cabeceiras de Basto, recuperando o percurso e prática destes últimos artistas, sempre entendidos no devir, investigação que nos levou a recuar até aos latoeiros que no início da época moderna começaram a usar o ferro branco ou folha-de-flandres.”



artigos | by Dr. Radut